Limítrofe - Jogo de impacto social

Jogo de impacto social que busca informar sobre o transtorno de personalidade bordeline.

O Problema
Desenvolver um jogo do gênero adventure na engine AGS, precisava ter foco na narrativa, com diálogos, e que abordasse a questão do transtorno de personalidade borderline de forma humanizada dentro da vivência das duas protagonistas.

As Limitações
A narrativa precisava ser rápida e impactante, os sintomas da doença precisavam ser retratados como ações do dia a dia onde o jogador pudesse entender como a pessoa que tem age, dentro do seu dia a dia.

As Soluções
Desenvolvemos um jogo onde Sophie vai visitar a casa de sua antiga amiga Dolores, que cometeu suicídio recentemente e Sophie vai investigar os acontecimentos. Durante a investigação ela relembra de memórias das duas que exploram características como ciúmes extremos, impulsividade e busca por ajuda profissional sem sucesso.

“Como eu ajudei”
Fui a roteirista do jogo, e também a game designer responsável pela criação do pequenos puzzles do jogo.

Lições Aprendidas
Podíamos ter oferecido mais opções para o jogador explorar na casa, o jogo acabou se tornando muito linear onde a pessoa precisava rever todas as memórias pra poder ver o diário de Dolores.

A proposta do jogo é conscientizar as pessoas sobre o transtorno de personalidade bordeline